Portal da Cidade Brusque

Souza Cruz

Diretor-presidente do Samae reforça confiança em reservatório do Bruschal

Dejair Machado destacou serviço realizado pela empresa responsável pela obra e no trabalho de fiscalização dos engenheiros da autarquia

Postado em 27/01/2020 às 13:43 |

(Foto: Divulgação)

O diretor-presidente do Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto de Brusque (Samae), Dejair Machado, se pronunciou sobre o impasse gerado com a construção de um reservatório no loteamento Bruschal, no bairro Souza Cruz. Na manhã desta segunda-feira (27), a Defesa Civil esteve local para uma análise da estrutura.

Segundo ele, a autarquia tem “total confiança no serviço realizado, na empresa responsável pela obra e no trabalho de fiscalização realizado pelos engenheiros do Samae”. O reservatório anterior tinha capacidade para 30 mil litros, mas já não atendia a demanda, pois a população aumentou muito na região.

“Então estamos substituindo o de 30 mil litros por um de 500 mil litros, mas utilizando a mesma área, claro com uma altura maior. Para a obra, o Samae contratou por um processo licitatório a empresa Perfil. Ela faz parte do Grupo Monthenge Engenharia, sediada em Brusque. Essa empresa ganhou a licitação, inclusive com mais dois reservatórios, que já estão em fase de acabamento no bairro Limeira e em Dom Joaquim”, detalha Machado.

De acordo com ele, foram feitos todos os projetos necessários, com responsabilidade técnica dos engenheiros. “Foi feita a sondagem de solo também, por uma empresa terceirizada chamada Solo Sondagem. Nós tivemos todos os cuidados para que seja uma obra segura”, ressalta.

O investimento realizado pelo Samae no reservatório foi de R$ 389.800,00. “A população que mora nas imediações pode ter total confiança, pois nós jamais iríamos admitir uma obra que pudesse levar algum risco a quem quer que fosse. Neste momento, há pessoas sem conhecimento de causa, outras que querem de certa forma aparecer na rede social e levam uma informação totalmente descabida, que acaba gerando pânico naquelas pessoas que são mais influenciáveis. Mas nós temos toda a segurança na obra, pois todos os procedimentos necessários para a construção foram feitos”, reitera.

Defesa Civil

A Defesa Civil esteve no reservatório para realizar uma vistoria a pedido de um morador e vai realizar um laudo, mediante apresentação de documentos pelo Samae.

“Encaminharemos um ofício ao Samae e a empresa responsável pela obra, para que apresentem os projetos e laudos. Posteriormente, iremos nos posicionar e trazer a tranquilidade a toda a população. Essa análise deve levar cerca de 15 dias. Durante este período iremos solicitar ao Samae para que não utilize o reservatório para garantir a tranquilidade da população, pois em um primeiro momento o reservatório não mostra nenhum risco, por não haver nenhuma rachadura. Obviamente, sabemos que a estrutura ainda não está cheia e irá suportar um peso considerável”, explica o diretor Carlos Alexandre Reis.


Fonte:

Deixe seu comentário