Portal da Cidade Brusque

OBRAS

Ruas danificadas pelas chuvas passam por recuperação

Pontes dos bairros Santa Luzia e Ponta Russa foram totalmente danificadas. Veja os outros bairros que receberão as equipes de Obras

Postado em 13/01/2020 às 16:04 |

A chuva intensa na noite de sexta-feira (10) e madrugada do sábado (11) deixou estragos em diversas ruas de Brusque. Neste início de semana, equipes da Secretaria de Obras começaram as ações recuperação.Por essa razão, o planejamento da pasta foi suspenso. 

“Conversei com o prefeito Jonas Paegle e o vice Ari Vequi e eles nos autorizaram a focar todos os esforços na recuperação do município”, ressalta o secretário de Obras, Ricardo José de Souza. 

De acordo com ele, o trabalho iniciou já no início da madrugada de sábado (11). “Começamos pelo bairro Limeira, que foi muito afetado. Logo depois, fomos para Ponta Russa, rua Santa Cruz e Primeiro de Maio”, detalha. 

A equipe trabalha nesta segunda-feira (13) na recuperação da Ponte na entrada da Ponta Russa, que teve a cabeceira totalmente danificada. No local, é necessário fazer enrocamento e uma parede nova de concreto ao lado da ponte. Na rua Walter Barteld, localizada no bairro de Zantão, também é realizada a recuperação de uma ponte. 

A rua SL 06, em Santa Luzia, também recebe atenção da Secretaria de Obras. No local será refeito todo o enrocamento e construída uma nova ponte. 

Na rua Carlos Ristow, no bairro Azambuja, foi feita a recuperação de uma tubulação que estourou e é realizada a recuperação da camada asfáltica em torno da Primeiro de Maio.

“Em Águas Claras estamos com dois caminhões fazendo a limpeza de bocas de lobo e da drenagem. Na Ponta Russa estamos com uma escavadeira dentro do riacho tirando os escombros daquela casa que foi levada pela enxurrada, pois foi construída na beirada do riacho. Trabalhamos no sábado o dia todo e hoje fazendo essa recuperação”, detalha o secretário. 

Souza ressalta ainda, o trabalho de limpeza realizado na rua Santa Cruz, em Águas Claras. “Estamos trabalhando muito, pois infelizmente foram mais de 100 milímetros de chuva no espaço de uma hora. Não há sistema de drenagem que consiga funcionar para dar conta de um volume tão grande de água”, conclui.

Fonte:

Deixe seu comentário