Portal da Cidade Brusque

Mística

Sexta-feira 13: Especialistas alertam para maus tratos com animais

Atualmente a conscientização das pessoas já é maior, mas em caso de maus tratos saiba como denunciar.

Postado em 13/09/2019 às 15:55 |

Com a chegada de mais um sexta-feira 13 fica sempre aquele estigma no ar. Para os mais supersticiosos, a data é motivo de azar e para contribuir com tamanho paradigma, o cinema retrata a data com uma série de filmes de terror.

Na crença popular, a lenda mais conhecida dá conta de que Jesus Cristo teria sido perseguido por esta data. Em uma sexta-feira antes de ser crucificado, celebrou uma ceia que ao todo contava com 13 participantes.

Bruxarias e demais crendices também permeiam a misticidade da data. O fato é que, com todo o credo popular, há quem se aproveite da ocasião para maltratar os animais. Os gatos – preferencialmente os pretos – são os mais visados e por muito tempo foi comum que o histórico de maus tratos aumentasse neste período.

No início da semana, a Organização Não Governamental (ONG) Associação Brusquense de Proteção aos Animais (Acapra) emitiu um alerta de cuidado com as doações devido ao uso de animais em rituais religiosos. No comunicado é ressaltado que não apenas os gatos pretos são os principais alvos, mas animais de outras cores e olhos coloridos, inclusive cães.

Também pelas redes sociais, a cat sitter Munick Gabrielle da Silva, decidiu gravar um vídeo alertando para o problema. “Desde que me conheço por gente eu tenho gatos e escuto esses e outros mitos, mas o gato preto é perseguido historicamente, infelizmente. Isso está tão enraizado que até pessoas próximas falam sem perceber a irracionalidade”, lamenta.

Apesar de nunca ter presenciado casos do tipo, os comentários motivaram a gravação. As publicações sobre o tema próximo da data já eram recorrentes e o receio a fazia manter o gato preto da família trancado próximo da sexta-feira 13, por precaução. “As pessoas ficam chocadas que em pleno século 21 ainda existe essa desinformação por crenças, mas infelizmente existe. Sinceramente não sei o que leva alguém a machucar um pequeno ser indefeso por pura ignorância e falta de empatia”.

Os dados mais atualizados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2013, indicam uma população de 22,1 milhões de gatos no Brasil. Já os cães somavam 52, 2 milhões.

Contraponto

Apesar de ainda haver maldades deste tipo, o médico veterinário da Clínica S.O.S Animais, Edson Rogério de Souza, desmistifica a data e aponta que, atualmente, as pessoas já possuem maior conscientização quanto aos cuidados com os animais.

Para Edson, os maus tratos nesta época já foram muito recorrentes, porém isso pode ter ficado no passado. “Nos últimos anos, não temos mais recebido casos desse tipo de coisa. A verdade é que existem casos durante todo o ano”, diz Entre os maus tratos mais comuns estão a falta de cuidados e as agressões. “São pessoas que viajam e deixam os animais presos dentro de casa sem água ou comida. Há também casos de agressões físicas ou tentativas frustradas de sacrificar o animalzinho”, relata.  

Conscientização

“Hoje as pessoas já estão mais conscientes” é no que acredita Edson. “As pessoas já estão mais atentas e inclusive fazendo denúncias”, disse.

O fato é que nem a sexta-feira 13, nem qualquer outra razão é motivo para maltratar um animal que, comprovadamente sente dores, sofrem e até possuem pensamentos, conforme apontam pesquisas.

Em caso de maus tratos a animais, o médico veterinário orienta para que seja acionada Ongs, no caso de Brusque, a Acapra é uma opção, ou até mesmo a própria Polícia Militar que faz os encaminhamentos necessários em caso de denúncias.


Fonte:

Deixe seu comentário