Portal da Cidade Brusque

Música

Além do som dos teares: a cena rock que resiste em Brusque

Cidade continua lutando pelo título de capital nacional do rock’n roll

Postado em 23/07/2019 às 13:54 |

(Foto: Renato Riffel e Edenilson Junior)

(Foto: Renato Riffel e Edenilson Junior)

O rock em Brusque já pode ser considerado um patrimônio cultural da cidade. Desde a década de 80, centenas de bandas já foram formadas deixando seus legados. Ano após ano, este número vem aumentando gradativamente, em especial o rock autoral. 

As pessoas procuram maneiras de se expressar, e o rock é um bom canal para isso. Hoje em dia, existem mais de 20 bandas autorais brusquenses lançando material, de alta qualidade, com frequência e também fazendo shows por todo o sul do Brasil.

“Nós fomos considerados a capital do rock brasileiro na época que existia o rock carioca do Barão Vermelho, o rock paulista do Titãs, o rock brasiliense do Paralamas; e nós fomos considerados a capital do rock”, diz o vocalista do grupo Bandeira Federal, Luiz Roberto Deschamps. “Mas eu não considero um título, como uma coroa que será carregada pra sempre, é mais parecido como um campeonato. O que é mais importante é sentir que o rock pulsa, que ele está vivo e que dá voz a toda essa molecada”, completa.

As bandas autorais brusquenses não apenas agradam a população trazendo boa música para seus ouvidos, mas também ajuda na economia da cidade. “Essa movimentação da cena de música autoral local gira uma considerável parte da economia local, e diversas atividades econômicas da economia criativa são ativadas. Atividades culturais (expressões culturais diversas, música e demais atividades artísticas), audiovisual, publicidade, design, gastronomia, além de todo comércio tradicional, como lojas de instrumentos musicais e acessórios”, cita o coordenador da Fundação Cultural de Brusque, Igor Alves Balbinot.

“Em partes, a quantidade é essencial para se ter qualidade, não que seja uma competição, arte jamais deveria ser tratada como tal, mas quando, por exemplo, a banda “A” lança um CD, ela instiga a banda “B” a gravar também. Quando a banda “C” grava um vídeo clipe, a banda “D” se vê na necessidade de lançar um vídeo legal também e isto acaba fortalecendo toda a cena, e esta quantidade com, obviamente, qualidade acaba destacando Brusque como um dos principais celeiros do rock catarinense, e isto se torna cada vez mais evidente e palpável,” pontua o letrista e baterista da banda Etílicos e Sedentos, Juninho Tavares.


Eventos de rock em Brusque

Vários shows e concertos estão marcados para este e para os próximos meses, sendo o maior deles o Rock na Praça, que será realizado no dia 10 de agosto, e já tem as atrações do evento confirmadas: 


16h - Southern

17h - Morenas Azuis 

18h - Black Burning Seas

19h - Mosaico Híbrido 

20h - Claviceps Purpúrea 

21h - Pulsação 

22h - Etílicos e Sedentos

23h - The Fighters


Confira também a agenda com outros eventos:

 26/07 - 7ª Semana do Rock Catarinense no Rock Bar com Stall the Orange, Etílicos e Sedentos e Commando 47 (Joinville) - 23h;

27/07 - 7ª Semana do Rock Catarinense no QG Doberro com Stella Folks (Floripa), 1Plugged e Capim - 17h (FREE);

10/08 - Rock na Praça;

24/08 - 3° Tobias Blues Session com as bandas Pulsação + Arco Elétrico + banda à confirmar - 16:00 hrs - (Free);

31/08 - 3º BQ Rock City - Botuva - Eletric Dust e Mosaico Híbrido.

Fonte:

Deixe seu comentário