Portal da Cidade Brusque

CARROS

Setor automotivo é impulsionado e fecha positivo em 2019, em Brusque

Segundo semestre foi reviravolta para que a cidade ficasse acima da margem nacional de vendas de carros.

Postado em 20/01/2020 às 14:06 |

(Foto: Divulgação/Fiat Treviso)

O ano de 2019 não começou otimista para o setor de vendas de veículos em Brusque. Diferente do cenário nacional, até o primeiro semestre a cidade estava bem abaixo da média de vendas no restante do país.

O que não casa muito bem com outros dados locais, já que Brusque conta com uma das maiores frotas por habitantes. De acordo com o Detran-SC, em julho de 2017, a cidade atingiu a marca de 100 mil veículos emplacados.

Conforme matéria publicada pelo Diário Catarinense, em maio de 2019, com a estimativa populacional do IBGE para as 13 cidades com mais de 100 mil habitantes de Santa Catarina, o índice de veículos se aproxima de um para cada dois moradores. Brusque ocupa a terceira posição no ranking com 506,27 carros ou camionetas para cada mil habitantes, ficando atrás apenas de Florianópolis (521,10) e Blumenau (522,29).

O motivo, então? A economia. Ainda que o mercado automotivo nacional tenha crescido 7,62% em 2019, o mercado brusquense teve uma retração de 4,3%.

Reviravolta
Embora Brusque tenha fechado o ano de 2019 com um índice de emplacamentos 4,3% inferior a 2018, no segundo semestre houve um crescimento de 4,35% em comparação com o ano anterior. Os dados pertencem à Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (FENABRAVE).  

E o brusquense elegeu uma marca favorita, que fechou o ano como a líder em vendas na cidade: a Fiat. Em 2018, através da Fiat Treviso, foram vendidos 478 automóveis, já em 2019, esse número aumentou para 527, liderando o ranking das marcas mais compradas em Brusque, e também teve o maior crescimento no município.

O diretor da Fiat Treviso, Bruno Zaninotto, explica que Brusque, por ser uma cidade altamente industrial teve um pouco mais de cautela em comparação com os outros municípios da região. “Em Brusque temos forte presença de indústria têxtil, percebemos que os empresários esperaram um pouco para ver como a economia do país reagiria e no segundo semestre, com mais confiança, o empresário voltou a investir e o mercado voltou a ser aquecido”.


Por esse mesmo motivo é que a Fiat encerrou 2019 liderando o mercado local. Brusque é movida à indústria e à prestação de serviços, que precisam de veículos que atendam suas necessidades. A Fiat Strada, a Fiat Fiorino e a Fiat Ducato são as preferidas nesse setor. E responsáveis por terem colocado a Fiat no topo do ranking na cidade.

“Esses três carros são líderes de mercado nacionalmente, com ampla vantagem em relação aos demais. Eles têm preferência dos empresários, que reconhecem a Fiat como a melhor marca com relação custo benefício nesse segmento”, aponta.

Zaninotto ainda destaca a Fiat Toro como outro veículo de destaque em Brusque. A pick-up também está no topo de vendas do seu segmento. Segundo ele, a expectativa para 2020 é de crescimento, e de que Brusque acompanhe o mercado nacional. “Nossa cidade tem uma capacidade de compra muito boa. Há pouco desemprego em Brusque, e a inadimplência é baixa”, esclarece.

O diretor da Fiat Treviso comemora os números, lembrando que há um bom tempo a marca não figurava no topo das vendas no município. “Para nós é um motivo de orgulho e satisfação voltar a liderar em Brusque. Agradeço a confiança dos brusquenses no nosso trabalho”. Ele também ressalta que os resultados são a soma do diferencial dos modelos, com qualidades que atendem às necessidades do público-alvo, ao bom atendimento e pós-venda, que são levados à risca como regra na concessionária. 

Fonte:

Deixe seu comentário