Portal da Cidade Brusque

Educação

Mais de 800 alunos serão beneficiados em metodologia de combate a evasão escolar

Coordenadores das escolas municipais participaram de capacitação feita pela Unimed Brusque, em parceria com a Sancris e a Junior Achievement (JA/SC)

Postado em 23/08/2019 às 16:52 |

(Foto: Divulgação)

Uma parceria inédita firmada com a Secretaria Municipal de Educação vai permitir que mais de 800 estudantes regularmente matriculados nos oitavos anos das escolas públicas de Brusque tenham acesso, até o mês de novembro, a uma metodologia que combate a evasão escolar. Nesta quarta-feira (21) durante o período da manhã e da tarde, os coordenadores de Ensino Fundamental vinculados ao município participaram da oficina de capacitação do projeto “Vantagens de Permanecer na Escola”, aplicado há mais de 10 anos pela organização internacional Junior Achievement (JA/SC), na sede da empresa Sancris que, desde 2017, é parceira da iniciativa. 

“A JA está presente em mais de 120 países, com o objetivo de inspirar jovens ao empreendedorismo. Mas a metodologia que está sendo ensinada hoje foi criada especificamente para a realidade do Brasil, em função do alto índice de evasão escolar entre a transição do Ensino Fundamental para o Ensino Médio. Muitos adolescentes pensam que não precisam continuar a formação e, por isso, é estimulada a reflexão sobre a carreira. Afinal, quanto mais conhecimento, mais chances de acessar o mercado de trabalho com um salário melhor”, afirma a coordenadora da área de responsabilidade social da Unimed de Brusque, Camile Rebeca Bruns. 

Segundo ela, até o ano passado, a metodologia “Vantagens de Permanecer na Escola” era aplicada apenas por colaboradores voluntários da Unimed Brusque e Sancris, o que beneficiava um número menor de escolas. Mas, em 2019, graças à sensibilidade da secretaria de Educação, que disponibilizou seus coordenadores para esta finalidade, será possível atingir a rede municipal em quase sua totalidade. 

“O projeto é apresentado de maneira interativa e como são alunos entre 15 e 16 anos, já é sugerido que eles acrescentem essa formação em seus currículos quando iniciarem a busca pelo primeiro emprego. Com certeza é um diferencial”, garante Camile. 

Parceria 

Foi a primeira vez que a empresa Sancris abriu suas portas para sediar uma capacitação para professores. De acordo com a analista de Recursos Humanos da empresa, Natália Klabunde Habitzreuter, a experiência foi positiva. “É uma novidade para o setor privado, que nem sempre está envolvido com a comunidade. Para a Sancris, fazer parte da iniciativa é um diferencial, especialmente porque somos uma empresa do ramo têxtil”, avalia. 

Há dois anos envolvida nesta parceria, a empresa já mensura benefícios relacionados ao investimento. “Vemos a aceitação dos nossos colaboradores, que reconhecem esta postura social. Também acreditamos que os jovens busquem uma oportunidade na empresa porque a consideram boa empregadora. Queremos que pessoas boas venham trabalhar conosco e, inclusive, os filhos de funcionários, que já crescem envolvidos nesta história”, detalha. 

Formação 

A metodologia “Vantagens de Permanecer na Escola” foi aplicada pela coordenadora de projetos do JA/SC, Jéssica da Silva Vieira de Melo. Para ela, o importante é incentivar os adolescentes na formação continuada. “Hoje o programa beneficia 60 mil jovens em Santa Catarina todos os anos. E, a partir desta capacitação, os coordenadores estarão aptos para aplicar o conteúdo, que precisará ser finalizado até o mês de novembro”, pontua Jéssica. 

Ainda este ano, coordenadores e alunos passarão por um processo de certificação ao concluir o projeto. 

Reconhecimento 

A coordenadora da Escola Oscar Maluche, Marcela J. C. Witkowsky, foi uma das participantes da capacitação. Para ela, o projeto reforça o objetivo da escola. “Queremos conscientizar o aluno sobre a importância de não desistir dos estudos e seguir uma carreira. Percebemos que grande parte dos estudantes não tem orientação sobre esta questão de planejamento e perspectiva de futuro. Por isso o projeto vai somar com outras atividades para que se entenda que a escola é o lugar onde iniciam os projetos da própria vida”, afirma. 

Já o coordenador da Escola Ayres Gevaerd, Áureo da Silva também aprovou o conteúdo. “Certamente vai mexer com a cabeça dos adolescentes. Confesso que estou otimista e ansioso para iniciar a aplicação”, observa. 

Por fim, a coordenadora da Escola João Hasmann, Maria Carolina D. Hildebrand, ressalta a qualidade do material. “É rico e nos permite trabalhar com mais tempo, inclusive na busca de dados. É um material interessante e vem ao encontro com o que o jovem precisa refletir”, analisa. 


Fonte:

Deixe seu comentário