Portal da Cidade Brusque

Na bronca

Guto Ferreira lamenta derrota, mas cita interferência externa em gol anulado

Treinador do Sport questiona árbitro da partida após lance polêmico que quase custou a eliminação do Brusque

Postado em 13/02/2020 às 06:50 |

(Foto: Fernando Remor / Agência Estado)

O técnico do Sport, Guto Ferreira mostrou-se insatisfeito com a arbitragem após a derrota por 2 a 1 para o Brusque, na noite de ontem (12). 

Na coletiva pós jogo, o treinador questionou o árbitro Douglas Marques das Flores. “A medida que existe os dois bandeiras e o árbitro presentes, validam duas vezes o gol e a pressão continua, chega o quarto árbitro e mais algumas pessoas e o gol é anulado, alguma coisa aconteceu. Se o árbitro confirmou duas vezes. Se foi certo ou errado? Não estou discutindo isso. Discuto que a regra diz que não pode haver interferência externa. E, do jeito que foi, transpareceu que houve”, disparou. 

Questionado sobre a justiça do resultado, Guto voltou a citar o gol anulado. "“Eles fizeram dois gols, nós fizemos um. Fizemos o segundo, confirmado, e depois anulado. Estranho, né? Confirmam duas vezes, depois existe interferência e anula. Então essa questão de justiça no futebol é muito relativa”.

O treinador do Sport lamentou o revés e mais uma vez mencionou o polêmico lance. "Tivemos dificuldade num primeiro momento de bloquear os caras. Eles vieram conhecendo, grama alta, uma série de situações que nos atrapalhou, uma velocidade muito grande. Mesmo assim nós conseguimos criar algumas situações, e se a gente faz... É o que eu falo sempre, do jogo psicológico. Se a gente faz o gol no 0 a 0, é outro jogo. Não fizemos, acabamos tomando um gol no cruzamento. Tivemos a capacidade de ir para cima, fazer o empate e estivemos perto de fazer o segundo gol. Não abrimos mão de buscar, só que aí, até pelo momento da partida, já não tão arrumado. Conseguimos (fazer o gol) naquele lance polêmico e é isso".

O lance
Já no apagar das luzes da partida, aos 49 da segunda etapa, após cruzamento na área do Brusque, o atacante Elton dividiu a bola pelo alto com o goleiro Zé Carlos e levou a melhor, mas com um toque na mão, mandando para o fundo das redes do Quadricolor. O árbitro confirmou o gol, gerando uma chuva de reclamações do Brusque. Então, decidiu voltar atrás após conversar com a bandeirinha Fabrini Bevilaqua Costa, que já havia apontado para o centro do gramado. Eles decidiram assinalar falta do atacante no arqueiro do Bruscão. 
O gol foi anulado de maneira justa, pois além da falta, houve toque com o braço do atacante do Leão. 

Fonte:

Receba as notícias de Brusque no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário