Portal da Cidade Brusque

NUTRIÇÃO

Fome emocional x fome de verdade. Você sabe diferenciá-las?

Nutricionista Tiago Baron defende a busca pelo autoconhecimento, para que paciente saiba ouvir e entender o próprio corpo e tenha mais autonomia

Postado em 29/04/2019 às 14:04 |

Se alguém te perguntar qual a forma mais eficaz para ter um corpo mais leve e mais saudável, você certamente vai pensar na combinação dieta + exercícios físicos (e provavelmente) + suplementos ou remédios. 

Porém, a busca por um corpo mais saudável, de fato, requer uma análise e um trabalho muito mais intenso e profundo, primeiramente nas questões emocionais.

É o que defende o nutricionista Tiago Baron
Ele explica que a relação das pessoas com a comida e o peso são apenas sintomas de questões muito mais complexas. “Uma dieta combinada com exercícios até gera resultados - porém imediatos e que não vão durar muito. Para percorrer um caminho seguro de uma vida mais saudável, fazer escolhas mais assertivas e para que esse processo não seja um tormento, e sim um novo estilo de vida consistente e feliz, é preciso, primeiro, aprender a se ouvir e a entender as verdadeiras necessidades do corpo”. 

Encontre a causa do problema e não foque no sintoma
Para a compreensão ficar ainda mais fácil, Tiago faz uma simples analogia do tema. “Se você está a duas semanas dormindo apenas duas horas por noite e está tendo dores de cabeça todos os dias por conta disso, não adiantará nada tomar remédios para dor de cabeça, pois o sintoma desaparecerá por um certo tempo. Passando o efeito do medicamento, o sintoma volta. Então, de que forma você resolve essa dor de cabeça? Resolvendo a causa, não é mesmo? Que nesse caso, é descansar para se recuperar das noites mal dormidas”.

Mas e quanto ao peso e a relação com a comida, qual seria a solução? Dietas e exercícios físicos são apenas para tratar a superficialidade do sintoma. Ou seja, enquanto a dieta estiver sendo seguida, o peso (sintoma) vai diminuir. Mas ao deixar a dieta de lado, o sintoma voltará. 

O que é a fome emocional
Tiago Baron destaca que uma das causas da obesidade é o fato de as pessoas comerem por razões emocionais. Tédio, solidão, infelicidade, cansaço, frustração e outros tantos motivos são gatilhos para despertar um desejo facilmente confundido com a fome. Porém, fica o alerta: comer para abafar sentimentos ruins nunca vai deixar o corpo saciado. 

Para saber identificar se há questões emocionais que levam ao desejo de comer, é preciso se conhecer e se ouvir. E para isso, o nutricionista destaca a importância da busca pelo autoconhecimento. Tiago utiliza uma metodologia de trabalho que envolvem questões físicas e emocionais, juntas, e todo o processo do acompanhamento nutricional é feito dessa forma – deixando de lado aquela velha ideia de que nutricionista determina cardápio e dieta. 

Mas alguns dos primeiros passos podem ser feitos pelo próprio paciente. Um deles é começar a se perguntar e a se ouvir. Algumas perguntas estratégicas são bem importantes para identificar se existe fome ou um desconforto emocional. 

Tiago Baron / Nutricionista / Spazzio Lucano

COMECE A SE OUVIR

Tente se lembrar de quando foi a última vez que comeu. Você olhou para o relógio para ver se estava na hora de comer? Você tinha algum compromisso para o almoço ou o jantar? Você passou por alguma vitrine que exibia alguma coisa deliciosa e decidiu que não poderia resistir? Você estava com fome? Como é que você soube?

Tiago Baron / Nutricionista / Spazzio Lucano

Outra técnica bastante prática do nutricionista e que pode ser iniciada imediatamente é se questionar diariamente, ao pensar em comida. “Estou com fome mesmo ou só quero mudar o que estou sentindo?”.

“Alerto que se fazer esses questionamentos é desconfortável e dá trabalho. Mas a busca pelo autoconhecimento é realmente sair da zona de conforto e buscar se conhecer cada dia mais. E este é o meu trabalho – auxiliar e acompanhar meus pacientes na caminhada da busca por um corpo mais leve e saudável de verdade”. 

O nutricionista Tiago Baron atende em Brusque, no Spazzio Lucano. Para saber mais sobre o acompanhamento nutricional, contate:

Avenida Bepe Roza (Beira Rio), ao lado do Fort Atacadista

Instagram l WhatsApp (pessoal) I WhatsApp (recepção Spazzio Lucano)



Fonte:

Deixe seu comentário