Portal da Cidade Brusque

Opinião

Sem Blá, Blá, Blá: obrigado, garis! Vocês também são heróis

Confira o artigo de hoje do jornalista Wilson Schmidt Junior

Postado em 15/05/2020 às 16:25 |

(Foto: divulgação)

Os policiais, bombeiros, médicos, enfermeiros, dentre outros, que me desculpem… Apesar de eu nutrir consideração e respeito ímpar por cada um de vocês, esse artigo vai para um tipo de herói pouco lembrado nesta pandemia. Ele também não parou. Ele não usa capa. Seu uniforme é laranja, e é reflexivo.

Hoje, em meu horário de almoço, estava transitando em uma rua da região central de Brusque com o meu automóvel. Quando vi um caminhão de lixo fazendo a coleta, primeiramente pensei que perderia alguns minutos com a lentidão provocada pelo recolhimento. Fiquei chateado.

Todavia, ao ver braços e pernas incansáveis agindo de casa em casa entre assobios que faziam o veículo pesado se mover até outra residência, não pude deixar de sentir um enorme orgulho e gratidão por esses profissionais. Chame-os de garis, de lixeiros, do que quiser, mas nunca diga que essa não é uma profissão nobre.

Não vamos ser hipócritas. É muito claro que a maior parte destes trabalhadores desejariam sim ter outra ocupação. Alguma que pague mais, ou então que exija menos fisicamente. Mas é impossível não se sentir contagiado com a energia e disposição aplicada por cada profissional desta classe no exercício da sua função.

Que isso nos sirva de lição para quando começarmos, relutantes, mais uma segunda-feira no escritório ou na repartição pública. Não que o cansaço cerebral proveniente do trabalho estratégico seja menos valioso do que a estafa física advinda do laboro operacional. Mas, vamos e convenhamos, quando falamos de riscos, até mesmo de morte, estamos muito mais seguros na frente de nossos computadores.

Não. Os garis não são mais importantes que nenhum outro tipo de profissional. Mas que não deixemos essa manta social de invisibilidade que os cobrem nos fazer esquecer de pelo menos dizer um obrigado que seja, quando ver um gari pela próxima vez. As vezes, um gesto de gratidão pode mudar o destino de uma vida.

Fonte:

Deixe seu comentário