Portal da Cidade Brusque

Trânsito

Centro, Sta Terezinha e Maluche são os bairros que mais registram acidentes

O levantamento feito pelo 18º BPM de Brusque também apontou que o número de acidentes com vítimas cresceu 10% de janeiro a julho de 2019

Postado em 12/08/2019 às 18:07 |

(Foto: Ian Dietrich)

A morte do músico brusquense, Diego da Rosa Ramos, vítima de atropelamento na noite deste domingo (11), enquanto andava de bicicleta na rodovia Antonio Heill, no bairro Limoeiro, comoveu moradores brusquenses e trouxe à tona a questão da violência no trânsito em Brusque.

Segundo dados do 18º Batalhão de Polícia Militar, de janeiro a julho de 2019, foram registrados 10 acidentes de trânsito com óbitos no município.
Neste mesmo período também ocorreram 468 acidentes com vítimas. O número corresponde a um crescimento de 10% no comparativo dos sete meses de 2018, quando a PM registrou 422 acidentes.
No contraponto, o número de acidentes sem vítimas diminuiu. De 832 registrados entre janeiro e julho de 2018, este número caiu para 639 no ano vigente. O equivalente representa uma queda de ¼ do total.

Alerta Amarelo
Os números de acidentes registrados neste período colocam o município em situação de Alerta Amarelo, pois a Polícia Militar terá que trabalhar ainda mais para não fechar o ano de 2019 com dados estatísticos maiores que o ano anterior. Para isso, o BPM trabalha com ações de fiscalização e conscientização.

Imprudência
Conforme explicou o subcomandante do BPM, major Heintje Heerdt, entre as principais causas que elevam os números de acidentes de trânsito registrados no município está a imprudência no trânsito.
Conforme o major Heerdt, ainda que possam ocorrer acidentes por problemas nas vias, ou sinalização irregular, a imprudência ainda é a principal causa. “Então nós pedimos que o motorista seja o mais correto possível no trânsito”, disse.
Ele destacou que atualmente, os motoristas possuem meios alterativos que podem diminuir os riscos. Para aqueles que procuram ingerir bebidas alcoólicas, por exemplo há a possibilidade da utilização de Uber, taxi, motorista da rodada entre outros.

Locais que registram mais acidentes
Entre as localidades com o maior número de acidentes registrados está a região central, que compreende os bairros Centro I e Centro II. Nestes dois espaços foram registrados 200 acidentes entre janeiro e julho de 2019. “O intenso fluxo de veículos nas vias aliada à imprudência do motorista é a causa mais óbvia”, aponta Heerdt.
Na sequência aparecem os bairros Santa Terezinha, onde foram registrados 109 acidentes de trânsito e o bairro Jardim Maluche, com 64 acidentes.

Principais vítimas
Entre as principais vítimas estão os motociclistas. Isso porquê, o número de pessoas que aderiram a esta modalidade de transporte aumentou muito nos últimos anos, conforme relatou Heerdt.
A troca de modal ocorre principalmente em razão do aumento do preço do combustível e também por questões trabalhistas com o aumento da adesão por startups de entregas.
“Nestes casos, a imprudência parte das próprias vítimas que não utilizam equipamentos de segurança adequado para realizar este tipo de trabalho, como o colete refletivo, mata cão e corta pipa”, finaliza.

Fonte:

Deixe seu comentário