Portal da Cidade Brusque

Oftalmologia

Média 450 pacientes serão atendidos por dia durante o mutirão de consultas

Programa Uma Nova Visão Para a Vida pretende zerar a fila de espera na especialidade e encaminhar moradores para cirurgias oftalmológicas

Postado em 26/07/2019 às 15:00 |

(Foto: Divulgação/Reprodução)

Começou nesta sexta-feira (26) o atendimento da população no mutirão das consultas oftalmológicas que estão sendo realizadas pela Secretaria de Saúde de Brusque. A ação faz parte do programa Uma Nova Visão Para a Vida, que teve início em 2018. Ao todo, quatro profissionais médicos estão atendendo os pacientes que já foram cadastrados desde a última segunda-feira (22).

Até a próxima sexta-feira (3) uma média de 450 consultas serão realizadas por dia, onde serão realizadas avaliações sobre a necessidade de usar óculos, fazer algum tratamento específico ou se irão ser submetidos as cirurgias oftalmológicas como a catarata.

O mutirão é uma parceria da Prefeitura de Brusque com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Associação dos Municípios do Vale do Itajaí (AMMVI) e a Associação Olhar Pelo Próximo. Os pacientes foram encaminhados pelas equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Camila Pereira, Diretora Geral da Secretaria de Saúde de Brusque, explica que nesta fase do mutirão, os pacientes precisam ficar atentos ao seu agendamento, pois há um volume muito grande de consultas e, caso não consiga comparecer na data estipulada, pode ficar sem atendimento. “Nós tivemos uma grande adesão, principalmente pelo envolvimento das equipes dor programa Estratégia Saúde da Família” e quase três mil pessoas foram encaminhadas. Estamos orientando que a pessoa que necessita da consulta deve comparecer na data e horário de seu agendamento, visando garantir seu atendimento”, complementa.

Em princípio as consultas prosseguem até a próxima sexta-feira, em horário comercial na Arena Multiuso, porém, já está em análise a ampliação do horário, onde alguns pacientes poderão ser atendidos no horário noturno.

Após as consultas e os exames, a secretaria de saúde saberá quantas pessoas vão precisar de cirurgias oftalmológicas, para então organizar um novo mutirão de catarata como ocorreu em 2018.

Fonte:

Deixe seu comentário