Portal da Cidade Brusque

Aventura

De bike, casal de Brusque filiado ao Greenpeace fará mochilão na América Latina

Eles farão atividades sociais ao longo do trajeto. O casal pretende ir até Bariloche na Argentina e dali seguir até o Panamá.

Postado em 24/07/2019 às 15:33 |

(Foto: Arquivo pessoal / Marcelo Furtado)

Se Fernando Pessoa tinha em si “todos os sonhos do mundo”, um casal de Brusque resolveu colocar os sonhos na mochila e realiza-los! Milena Madrigal Rodrigues (21) e Marcelo Furtado (37), estão se preparando para encarar a estrada de bicicleta em um mochilão que promete ser inesquecível.  

Eles planejam sair de Brusque ainda em setembro deste ano. O roteiro já está traçado: eles partem de Brusque com destino a Florianópolis de onde descerão para o Rio Grande do Sul e adentraram em terras Uruguaias. Dali, o casal pretende seguir até a América Central, passando pela Argentina, Bolívia, Peru e, finalmente, o Panamá.




Filiados ao Greenpeace, eles estão mapeando comunidades carentes, onde pretendem fazer paradas a fim de realizar atividades sociais. Á reportagem do Portal da Cidade Brusque, Marcelo conta que a ideia é ministrar aulas de inglês. “Já estou preparando um modelo de aula bem recreativa que envolverá música e um pouco da história da América Latina com o inglês”, relata.  

Eles também trabalharão voluntariamente em Hostels e fazendas de produtos orgânicos. Além disso, pretendem se hospedar através de meios alternativos como o aplicativo Couchsurfing, em que pessoas cedem as suas residências para receber viajantes. Também por plataformas on-line de trabalho como a Worldpackers e o WWOOF.

Apoio

Para que o projeto saía do papel e se torne realidade, o casal terá que adaptar as bicicletas e adquirir alguns utensílios básicos de sobrevivência. Eles relatam ter criado alguns desses equipamentos em casa e de forma reciclável, no entanto eles terão que adquirir outros, como barraca, sacos de dormir e equipamentos para modificações necessárias às bikes.

Para os custos adicionais, eles contam com o apoio da população e começaram uma “vaquinha” on-line (clique aqui para acessar) em que é possível fazer doações em dinheiro, mas o casal também aceita doações dos objetos que ainda precisam. A lista também está disponível no site do casal. (Clique aqui para conferir a lista).

Preparação Física

Ao todo, eles terão que carregar cerca de 40 kg nas bikes. Para encarar tudo isso, a preparação física e mais do que necessária. O casal já pedala a um ano e nos últimos dois meses, os treinos foram intensificados, com pesos inclusos às bicicletas.

Além disso, ambos praticam atividades físicas e nessa reta final - em que a data da viagem está ficando cada vez mais próxima - eles têm intensificado os exercícios de perna.


Mochilão

Marcelo já fez outros mochilões ao longo da vida. O mais recente foi uma viagem que fez à Argentina junto com um amigo. O trajeto foi percorrido a pé. Já Milena terá que enfrentar grandes barreiras. A primeira delas é o preconceito no que diz respeito a participação das mulheres nos mochilões.

Milena tem um perfil bem intimista, no entanto, ela se revela animada com a ideia de sair da zona de conforto. “Eu sou movida pelo desejo de conhecer novos lugares e novas pessoas”, diz. “Além disso, estaremos saindo da nossa rotina, e o bom é que a gente não sabe como vai ser e por isso, em cada coisa que acontecer, tudo o que nós conquistarmos terá um valor muito maior”, complementa.

Inspiração

O desapego aos bens materiais e ânsia pela realização pessoal é o que move o casal. A própria escolha em realizar a viagem em uma bike foi motivada pelas questões ambientais.

Além disso, eles pretendem passar várias mensagens inspiradoras com esta viagem. “Deixar o sedentarismo de lado é uma delas. Mas não só isso, nós também queremos que as pessoas entendam que podem sair da zona de conforto e realizar os seus sonhos fazendo o que realmente amam”, explica Marcelo.

“Esse é um incentivo que eu pretendo dar a várias mulheres que, muitas vezes, deixam de lado os seus sonhos e vontades com medo de mudar a rotina, mas eu acredito que nós não podemos deixar pequenos obstáculos se transformar em grandes barreiras para a realização dos nossos sonhos e existem coisas que só nós, podemos fazer por nós mesmos”, finaliza Milena. 

Fonte:

Deixe seu comentário