Portal da Cidade Brusque

Campeã

De cozinheira amadora à campeã da cuca nota 10 do Brasil

A vencedora do concurso foi conhecida na tarde deste domingo, 7, encerrando a programação do 6ª Festival Nacional da Cuca

Postado em 07/07/2019 às 19:37 |

(Foto: Divulgação/Reprodução)

Com o amor de fazer cuca para a família, Leonice Fritzke conquistou o primeiro lugar no concurso A Cuca Nota 10 do Brasil, garantindo o gosto dos jurados com a cuca de maçã e castanhas. A vencedora do concurso foi conhecida na tarde deste domingo, 7, encerrando a programação do 6ª Festival Nacional da Cuca, que ocorreu no Pavilhão da Fenarreco.

Fritzke, que nunca fez cuca de modo profissional, apenas para a família, nunca havia participado do concurso. "Só fiz cuca para a família. Eu gosto muito de cozinhar e pensei em tentar. Eu escolhi ela pois todos gostam de maçã. Eu estou muito feliz, não esperava mesmo," disse.


Classificação:

1ª - Leonice Fritzke - cuca de maça e castanha

2º - Vincent Ramon Ponick - Cuca verão refrescante: abacaxi e hortelã

3ª - Simone Sueli Beck Hertel - Cuca pera, maça e especiarias


O Festival da Cuca neste domingo

O domingo foi movimentado no pavilhão da Fenarreco, além do concurso a Cuca Nota 10 do Brasil, houve a aula show e a presença do apresentador de TV e chefe Carlos Bortoluzzi, sendo acompanhado pelo empresário brusquense Luciano Hang, deixando o grande público presente empolvorado.

O diretor de Turismo da prefeitura de Brusque, Sidnei Dematé, destacou a importância de manter a tradição da cuca e agradeceu a participação de todos que se envolveram com o festival. "Foi um sucesso, uma palavra, uma emoção, foi um festival repleto de atrações. Tivemos objetivo alcançado no mercado da cuca, objetivo alcançado no café colonial, objetivo alcançado com o pavilhão lotado todos os dias. Participação incrível da sociedade e muitos turistas que vieram a Brusque," disse.

Com o apoio da prefeitura de Brusque o Instituto Vida realizou um leilão das cucas, a cuca campeã, de maça com castanha, foi arrematada pelo empresário Luciano Hang, que pagou R$ 1 mil e a levou para casa, colaborando com as ações do instituto.

Fonte:

Deixe seu comentário