Portal da Cidade Brusque

Brusque

Fenajeep é lançada e programação vai até o dia 23

Adrenalina, disputas acirradas nas pistas, passeios, exposições e novidades do mundo off-road são algumas das atrações da festa deste ano

Postado em 20/06/2019 às 09:06 |

Quando a exuberante Bandeira Nacional foi hasteada e coloriu de verde e amarelo o céu azul-alaranjado da tarde desta sexta-feira, 19 de junho, foi o sinal de que a XXVI Festa Nacional do Jeep estava prestes a começar em Brusque, cidade localizada no Vale do Itajaí, em Santa Catarina. O hasteamento da Bandeira, símbolo da maior festa off-road da América Latina, foi realizado às 17 horas, seguido da solenidade de abertura oficial da XXVI Fenajeep e do Salão Off-Road às 19 horas, a qual contou com a presença de diversas autoridades civis e militares, convidados, imprensa, jipeiros e competidores.

Para o presidente do Brusque Jeep Clube e integrante da Comissão Organizadora da Fenajeep, Vilmar ‘Negão’ Walendowsky, a realização da 26ª edição da festa em Brusque, cidade onde o evento nasceu em 1994, é motivo de satisfação para todo o Clube. “Nesses 26 anos em que realizamos a Fenajeep muita coisa mudou, mas nosso objetivo continua sendo o mesmo: divertir as pessoas”, comentou. 

Negão também fez questão de enaltecer todo o trabalho incansável da Comissão Organizadora da festa, que já inicia os preparativos da Fenajeep um ano antes do evento acontecer, analisando minuciosamente os pontos positivos e o que pode ser melhorado a cada edição. 

Negócios e economia 

Nem só de disputas nas pistas e passeios em trilhas é feita a Fenajeep. A programação da festa é muito ampla e um dos espaços mais visitados é o Salão de Exposições interno e externo. No local, são lançados novos equipamentos e acessórios das principais empresas 4x4 do mundo, com uma grande variedade de produtos e serviços voltados aos amantes deste segmento. “Abrimos oficialmente a XXVI Fenajeep hoje e para nós é um momento de emoção. Ao entrarem por estas portas do Salão Off-Road, vocês entram na modernidade”, enfatizou o presidente do Brusque Jeep Clube. 

O prefeito de Brusque, Jonas Oscar Paegle, marcou presença na abertura do evento e frisou a importância do mesmo para o município. “A Fenajeep tem uma história com a nossa cidade e vem crescendo a cada ano, sendo conhecida e reconhecida em todos os países do Mercosul. Para nós é uma grande satisfação, pois a Festa Nacional do Jeep divulga o nome de Brusque e com isso atrai negócios, turismo e pessoas que aqui vêm para conhecer o que a cidade tem de melhor”, ressaltou. 

Paegle ainda lembrou dos novos passos da Fenajeep, que deve ser realizada em novo endereço da cidade daqui algum tempo. “Este ano, passamos ao Brusque Jeep Clube uma área localizada na estrada da Fazenda para realizarem lá as próximas edições da Fenajeep e continuarem com esta história iniciada há 26 anos”, declarou. 

Programação extensa 

De 19 a 23 de junho Brusque se transforma na capital nacional do jeep, recebendo visitantes de diversas partes do Brasil e também de países vizinhos. Com muita aventura, lama e adrenalina, os competidores e pilotos participantes em todas as modalidades, devem proporcionar um grande espetáculo neste palco do mundo off-road. Na pista principal, as disputas do Gaiola Cross e Jeep Indor enaltecerão os melhores pilotos. Uma das novidades será o Troféu da Volta Mais Rápida, para aquele que conseguir o melhor tempo dentro da pista. O Desafio Fenajeep acontece paralelo à pista principal, demonstrando toda expertise dos pilotos nos mais diversos desafios. A festa também reserva espeço aos passeios, Radical e Expedition, com mais e menos adrenalina, em trilhas escolhidas especialmente para o evento, em meio às belezas naturais de Brusque e cidades vizinhas. 

A programação da festa ainda conta com exposição de viaturas militares antigas e encontro dos Jeeps Willys, veículo que começou a ser fabricado em 1941 no Brasil, e que deu origem à história do Brusque Jeep Clube e, consequentemente, da Fenajeep no município. 

Homenagem 

Presença ilustre no hasteamento da Bandeira do Brasil e na abertura da Fenajeep, o pracinha Arnoldo Lana, 98 anos, precisou conter a emoção. Faz mais de sete décadas que ele viveu o horror da Segunda Guerra Mundial, em defesa de sua pátria amada. “Estou grato pelo convite e pela oportunidade de viver este momento. É sempre emocionalmente participar de um ato de civismo”, conta ele, cheio de orgulho. 

Seu Lana recorda que viu um jipe pela primeira vez na Itália, durante a guerra. Só anos depois, já em solo verde-amarelo, é que ele voltou a cruzar com o carro que se consagrou no universo off-road. Na Fenajeep, o pracinha pode conferir a exposição de Viaturas Militares, uma das atrações tradicionais do evento. 

Serviço 

XXVI Fenajeep - Festa Nacional do Jeep 

De 19 a 23 de junho 

Em Brusque (SC) 

Informações e programação completa: www.fenajeep.com.br

Fonte:

Deixe seu comentário