Portal da Cidade Brusque

Contribuição

IFC Brusque produzirá protetores faciais para doação

Cerca de 500 unidades devem ser feitas pela instituição de ensino; unidade também produzirá 350 litros de álcool gel e suportes para máscaras

Publicado em 17/04/2020 às 23:06
Atualizado em

(Foto: divulgação)

O Instituto Federal Catarinense (IFC) de Brusque realizou, nos últimos dias, os primeiros testes para produção de protetores faciais que serão doados. A primeira parcela dos produtos, que futuramente devem auxiliar os profissionais da saúde do município no combate ao coronavírus, já estão prontos. Agora, a instituição aguarda recursos financeiros que serão disponibilizados pelo Ministério da Educação (MEC) para iniciar a produção em massa. 

Os produtos são feitos por meio de uma impressora 3D e demoram cerca de três horas para conclusão de cada unidade. Além dos recursos para compra da matéria prima, o IFC aguarda também mais uma impressora deste modelo para que a produção possa ser realizada em menor tempo. 

O professor de Física da instituição, Marcos João Correia, está à frente do projeto e explica a funcionalidade dos equipamentos de proteção que estão sendo desenvolvidos. “As máscaras são do tipo face shield, um importante equipamento de proteção. Ela cobre toda a face e oferece ao profissional da saúde maior proteção no atendimento dos pacientes”, explica. “Nosso objetivo é auxiliar na proteção dos profissionais da saúde que estão à frente no combate ao coronavírus”.

 


Além dos equipamentos, o IFC também irá manufaturar diversos suportes para trazer mais conforto as pessoas que as utilizarem. Ao invés da alça da máscara ser colocada na orelha, para não causar incômodo, será posta diretamente no suporte, auxiliando no conforto das pessoas que, mesmo em meio a pandemia, precisam sair nas ruas e utilizar máscara durante o dia. Cerca de 350 litros de álcool gel também deve ser produzido.



O diretor-geral do IFC Brusque, Éder Aparecido de Carvalho, diz que os produtos devem ser doados aos hospitais públicos. “A ideia é que as doações sejam feitas aos hospitais de Brusque que atendam pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ou seja, os hospitais públicos. Também existe a possibilidade de fazer a doação a secretaria de saúde”, afirma.

“O Instituto entende que tem essa missão e objetivo de estar sempre colaborando com a sociedade, sendo este um papel do IFC, não só do campus Brusque, mas, sim, da rede toda”, ressalta.

Por fim, o diretor disse também que diversos outros campi do Instituto Federal Catarinense já estão auxiliando de alguma forma a sociedade na luta contra o coronavírus.


Fonte:

Receba as notícias de Brusque no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário