Portal da Cidade Brusque

definido

Ano letivo no IFC de Brusque vai até março de 2021

Formaturas serão realizadas em abril

Publicado em 28/08/2020 às 01:02

(Foto: Reprodução)

Devido às interrupções nas atividades acadêmicas e administrativas presenciais em 17 de março, ocasionadas pela pandemia do novo coronavírus, os calendários acadêmicos 2020 do Instituto Federal Catarinense (IFC) foram redefinidos para conclusão do ano letivo dos cursos ofertados na instituição. Com a nova proposta, o calendário acadêmico finalizará em março de 2021.

De acordo com a professora Josefa Surek de Souza, pró-reitora de Ensino no IFC, após várias reuniões das equipes e órgãos colegiados do IFC entendeu-se como necessário, pensar a reorganização das atividades dentro deste contexto, para um melhor planejamento dos docentes, técnicos-administrativos, estudantes e famílias, ainda que este planejamento esteja permeado pelas incertezas e indefinições quanto à evolução do quadro de pandemia.

“Os desafios para as indicações de alteração do calendário, além do cenário de incerteza, perpassam por equacionar uma alternativa que contemple as diferentes realidades e características de cada campus e curso do IFC; o tempo necessário para que componentes curriculares e cursos desenvolvam suas ementas e programas; as estratégias para a carga horária que não podem ser desenvolvidas de forma remotas e que necessitam de retorno das atividades presenciais para serem concluídas; dentre outros. Ponderando todos estes pontos, o calendário acadêmico 2020 se estende até março de 2021 e traz flexibilizações, visando possibilitar alternativas para este momento tão atípico, quanto a períodos de exames finais, de cancelamento de matrícula, de trancamento de curso, de abertura de disciplinas mediante flexibilização curricular, de inclusão de sábados letivos e ajustes em recessos acadêmicos anteriormente previstos, de consolidação de turma e adoção de cronograma diferenciado para estudantes e turmas concluintes”, explica a pró-reitora.

Turmas concluintes

Entre as flexibilizações permitidas, pode ser adotado cronograma diferenciado para estudantes e turmas concluintes para propiciar conclusão do curso e inserção no mundo do trabalho, dar continuidade aos estudos, incluindo participação nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). “A questão, no entanto, é que diversos cursos, possuem muitas atividades práticas e não conseguem desenvolver todas as atividades sem o retorno presencial. Até por isso que o calendário se estende até março”, explica Souza.

Eventos

O calendário traz também a redefinição de eventos científicos, culturais e esportivos. Visando preservar a saúde e segurança dos estudantes e servidores, eventos de forma geral não ocorrerão no formato previamente programado. Alguns serão realizados virtualmente, como é o caso do IFCultura e da Mostra Nacional de Iniciação Científica Tecnológica Interdisciplinar (Micti). Outros, no entanto, foram adiados para 2021, por suas características que impedem uma estratégia alternativa para sua realização, como é o caso dos Jogos Internos do IFC (JIFC).

“Além dos elementos envolvidos na definição de datas para o calendário acadêmico, no entanto, é importante destacar que o maior desafio está na grande adaptação dos nossos docentes, técnicos administrativos, estudantes e famílias a uma forma de interação e de relação que não estava nos nossos planos. A presença, o abraço e o olhar tem feito muita falta. No entanto, temos nos desdobrado para encontrar caminhos possíveis dentro dos limites estabelecidos neste momento, buscando nos fazer presente enquanto escola e exercer nosso papel social”, finaliza a pró-reitora de Ensino no IFC.

Documentos

A Portaria Normativa 03/2020 do Consepe e anexo com o novo calendário acadêmico institucional estão disponíveis no site do IFC. É possível acessar os calendários específicos dos cursos clicando aqui.

Sobre o calendário

Publicado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), o novo calendário seguiu a legislação educacional, com atenção especial aos documentos específicos emitidos pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) para este momento de pandemia (Portaria MEC Nº 376/2020, Nº 510/2020, Nº 617/2020 e Pareceres CNE/CP Nº 5/2020 e Nº 9/2020), também as orientações dos órgãos de saúde e determinação dos decretos estaduais quanto ao distanciamento social e ainda do indicativo do comitê de crise do IFC quanto ao não retorno das atividades escolares na forma presencial até dezembro de 2020. Entretanto, o calendário poderá ser novamente alterado em decorrência da evolução do contexto de pandemia ou de deliberação do Conselho Superior (Consuper) do IFC. Acompanhe todas as informações do IFC referentes ao período de pandemia no site.

Fonte:

Receba as notícias de Brusque no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário