Portal da Cidade Brusque

conquista

IFC Brusque recebe selo do Ministério do Meio Ambiente (MMA)

Premiação é fruto da participação dos alunos em fazer a diferença na educação e na sustentabilidade

Publicado em 23/04/2020 às 01:05

Alunos do IFC realizando ação sustentável (Foto: Cecom IFC Brusque)

O Instituto Federal Catarinense (IFC) de Brusque recebeu, neste mês de abril, o Selo Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P). Trata-se de um “selo” vinculado ao programa do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que estimula os órgãos públicos do país a implementarem práticas de sustentabilidade. Ou seja, o IFC Campus Brusque logrou reconhecimento quanto ao uso de práticas sustentáveis.

A premiação é fruto da participação de toda a comunidade acadêmica, comprometida em fazer a diferença na educação e na sustentabilidade institucional, além de expandir as ações sustentáveis para a comunidade do entorno geográfico.

“A prática de ações sustentáveis no Campus não é de hoje e se deve à conscientização de toda comunidade acadêmica e, consequentemente, ao bom trabalho executado pelo Núcleo de Gestão Ambiental (NGA)”, afirma o diretor-geral do IFC Brusque, Eder Aparecido de Carvalho.

O campus do IFC na cidade possui o Núcleo de Gestão Ambiental (NGA) que promove e busca a sustentabilidade interna, através do desenvolvimento de projetos e ações sustentáveis envolvendo alunos, servidores e comunidade em geral. O NGA utiliza canais de promoção das ações de sustentabilidade entre servidores e alunos, por meio de emails, cartazes de conscientização, contato direto e trabalho conjunto com o Grêmio Estudantil.

São desenvolvidas ações sustentáveis, tais como os projetos “Papa-Pilhas”, “Papa- Tampas”, “Lacres Solidários”, entre outros, bem como ações conjuntas com o Grêmio Estudantil e representações dos discentes. Como, por exemplo, campanhas de economia de água e energia elétrica, controle da temperatura do ar condicionado e boas práticas de uso dos recursos naturais, como evitar o desperdício de papel higiênico e de água.

Sobre o tema, o coordenador do NGA de Brusque, professor e geógrafo Nildo Aparecido de Melo, afirma que a ajuda dos alunos é essencial na produção dos projetos. “A participação da comunidade acadêmica tem sido fundamental para a sustentabilidade institucional, principalmente dos alunos, que são os protagonistas das ações ambientais”, afirma.

Fonte:

Receba as notícias de Brusque no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário