Portal da Cidade Brusque

Educação

Projeto vencedor do Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora é de Brusque

O projeto vencedor é do Sesi/Senais de Brusque.

Postado em 10/10/2019 às 15:22 |

(Foto: Divulgação )

O projeto denominado Empreende+ desenvolvido pelos alunos do Ensino Médio SESI/SENAI de Brusque durante as aulas de empreendedorismo, foi escolhido o melhor do Estado de Santa Catarina e agora um dos melhores do sul do Brasil, no Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora. A cerimônia de premiação aconteceu na última terça-feira, 9, em Florianópolis e reuniu autoridades e representantes dos 15 projetos selecionados pela entidade em todo o país. 

No projeto criado pelos alunos de Brusque, o objetivo foi trabalhar os conceitos fundamentais de empreendedorismo, ferramentas, apresentar oportunidades, cases, inovação, comprometimento e protagonismo nas atividades dos alunos, para isso o clube foi dividido em três fases: fundamentos, nossas ideias e Empreende+. 

Na primeira etapa, que foi no Clube Empreender – Fundamentos, os alunos tinham como desafio, fazer um plano de negócios de uma empresa que eles criaram,- no caso, Bolo Saudável de Caneca -, conciliando os conhecimentos deste clube com todas as áreas de conhecimento básicas do ensino médio. 

“Os encontros eram divididos por temas que conciliavam o desenvolvimento e aplicabilidade da ferramenta ‘canvas’ com conceitos fundamentais de empreendedorismo e técnicas como, por exemplo, o Desing Thinking. Também eram passados vídeos, como o Day 1 da Endeavor sobre o assunto, discutia-se e buscava-se conciliar com a realidade do estudante. O produto final foi a apresentação em formato de pitch de um plano de negócio para uma empresa, no caso de bolo saudável de caneca”, explica o professor coordenador do projeto, João Anselmo Tormen Ferreira. 

Na segunda fase, chamada de “Nossas Ideias”, os estudantes escolheram negócios que poderiam realmente ser realizados na escola, fizeram planos de negócio, planejamento, discutiram técnicas de gestão de pessoas e liderança e aplicaram na unidade escolar, finalizando com apresentação de todo projeto os resultados. 

Na última fase, que foi o Empreende+, os estudantes, juntamente com o professor facilitador, organizaram um evento de empreendedorismo dentro da escola aplicando as técnicas aprendidas e contando com participação de convidados especiais que proporcionaram uma troca de experiências com os alunos. 

“A utilização de metodologias ativas para o garantia do ensino aprendizagem é uma abordagem exigida pela instituição. Então, quando vemos que as técnicas aplicadas durante o curso foram reconhecidas, vemos que estamos no caminho certo e temos um diferencial”, destaca a coordenadora de educação profissional e básica do Sesi/Senai, Sandra Freitas. 

O Prêmio Sebrae de Educação Empreendedora teve como objetivo identificar, estimular, reconhecer e divulgar as melhores práticas da educação empreendedora no Brasil. 


Fonte:

Deixe seu comentário