Portal da Cidade Brusque

ELEIÇÕES 2020

Ari Vequi (MDB) será o próximo prefeito de Brusque

Embora as urnas não estejam totalmente apuradas, projeções e boletins já apontam a vitória do atual vice-prefeito nas eleições municipais deste ano

Postado em 15/11/2020 às 22:46

(Foto: Reprodução )

O candidato do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Ari Vequi está eleito prefeito de Brusque. Embora apenas pouco mais de 36% das urnas estejam apuradas, projeções e boletins já apontam a vitória do atual vice-prefeito nas eleições municipais deste ano. 


Perfil: Enfim, prefeito! Conheça Ari Vequi, vencedor das eleições em Brusque 

O candidato do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), Ari Vequim venceu a eleição municipal de Brusque e a partir de 2021 passa a comandar o executivo. Após quatro anos como vice de Jonas Paegle, Vequi ocupará desta vez o cargo máximo. Com pastor Gilmar Doerner a seu lado, a chapa representante da coligação “Brusque Mais Forte”, consagrou-se na eleição deste ano.

José Ari Vequi, nasceu no dia 2 de novembro de 1968, em Camboriú, na localidade de Limeira, onde morou até 1978 e cursou até a 2ª série do ensino fundamental na Escola Multisseriada naquela localidade. Em 1978, mudou-se para o Bairro Santa Terezinha em Brusque, tendo completado os estudos até o ensino médio na Escola Estadual Básica Santa Terezinha.

Só retornou aos bancos escolares aos 40 anos, tendo-se graduado em Administração Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina.

O novo prefeito de Brusque trabalhou em empresas têxteis, e em 1994, iniciou suas atividades na vida pública. Após coordenar a campanha vitoriosa na região do Vale do Rio Itajaí Mirim do então candidato a Governador do Estado Paulo Afonso Evangelista Vieira, foi convidado para vir para a capital assumir o cargo de assistente do chefe de gabinete do hoje Deputado Valdir Cobalchini.

Em 1999, atuou na gestão do prefeito Hylário Zen. De 2000 a 2002, fez parte do Gabinete do Senador Casildo Maldaner.

De 2003 a 2010, exerceu o cargo de Chefe de Gabinete do então Governador do Estado Luiz Henrique da Silveira.

Atuou na AGESAN (Agência Reguladora de Serviços saneamento Básico do Estado de Santa Catarina) como Diretor de Relações Institucionais, de 2010 a 2013.

Em 2013, foi convidado pelo Presidente da Celesc, Cleverson Siewert, para ser assistente da presidência, onde permaneceu até 2014.

Em março de 2014, no Governo Raimundo Colombo, assumiu o cargo de Secretário Adjunto da Secretaria de Estado da Casa Civil, onde permaneceu até 2016.

Em 2016, Ari Vequi participou pela primeira vez das eleições municipais. Ele seria o vice de Ciro Roza, que acabou desistindo da ideia de se candidatar pois tinha receio de perder o mandato por conta de seus imbróglios jurídicos, abrindo caminho para Paegle encabeçar a chapa, mas mantendo Ari como vice.

Vequi nunca escondeu sua vontade de ser prefeito. Em muitos momentos, ele assumiu certo protagonismo na gestão de Jonas Paegle e se mostrou um vice bastante atuante. Com apoio do empresário Luciano Hang, dono da Havan e uma das campanhas com mais dinheiro investido, Vequi enfim chega ao cargo máximo do executivo brusquense, tendo ao seu lado, provavelmente, uma boa base na câmara de vereadores.


Fonte:

Receba as notícias de Brusque no seu WhatsApp.
Clique aqui, é gratis!

Deixe seu comentário